Saída do PSB do Governo: entrevista com Alcides Kruschewsky

Este blogueiro entrevistou, esta semana, o Secretário Municipal de Turismo de Ilhéus e Presidente do Diretório Municipal do PSB.

Na pauta, a entrega dos cargos ocupados pelo partido no Governo Dilma, anunciada semana passada pelo Presidente Nacional da aigla, Eduardo Campoa.

Confira:

Israel Nunes: Com a entrega dos cargos, no âmbito federal, o PSB se consolida na oposição e lançará candidatura própria à Presidência da República ou sairá na chapa com o PSDB?

Alcides: O PSB foi o primeiro partido a apoiar a candidatura Lula, na Frente Popular, desde 89. Mas a simples possibilidade de termos candidatura própria para presidente em 2014, gerou uma série de pressões que constrangeram o partido, sempre referentes aos cargos que ocupa no governo federal, o que é inadmissível contra nossa autonomia. Assim, a direção nacional considera que, entregando os cargos e se afastando do governo, o PSB ficará mais “à vontade” para o debate sobre as questões de interesse nacional e sucessão no próximo ano. A vasta experiência de Eduardo Campos, como ministro, deputado líder e como governador melhor avaliado do país, o credenciam à disputa. Além disso, somos um partido que governa seis estados e o que mais elegeu prefeitos entre as capitais. O governador Eduardo Campos foi o que menos sofreu queda de popularidade diante dos protestos que tomaram conta do país e que sensibilizaram sobremaneira a popularidade da presidenta Dilma Roussef, para baixo. Portanto, há um caminho natural, em que pese o partido só decidirá sobre candidatura própria em abril próximo. Quanto às possíveis alianças, o PSB tem limites e não comprometerá as políticas populares. Os conservadores, mesmo diante da ruptura, podem tirar o “cavalinho da chuva” porque não é o PSB que vai fortalecê-los. O nosso limite, segundo lideranças expressivas do partido, é o centro. Portanto o PSDB não é uma hipótese descartada, na minha humilde opinião. Mas Maluf, Sarney, Collor e Cia, estão fora.

Israel Nunes: Como fica a aliança no Estado da Bahia entre o PSB e o PT?

Alcides: O PSB também sairá da base do Governo?Os senadores Lídice da Mata (PSB-BA), Pedro Taques (PDT-MT), Waldemir Moka (PMDB-MS) e Antonio Valadares (PSB-SE) manifestaram apoio à decisão do partido. Até mesmo o senador Taques(PDT) comentou que sentiu uma “inveja cristã” do PSB por estar “dando exemplo” , ao renunciar aos cargos. Isto comprova que a insatisfação com os rumos da política do governo federal é maior do que só o PSB. Mas a singularidade da Bahia é a relação, especialmente, entre a nossa líder Senadora Lídice da Mata e o seu antigo e leal aliado Jaques Wagner. Ambos tratam dos fatos com a lealdade que sempre prevaleceu entre eles. À margem dos problemas afetos à conjuntura nacional e a despeito de discórdias pontuais com algumas posturas de petistas, a senadora vem mantendo a liderança nas pesquisas de opinião entre os pré candidatos a governador da base de sustentação do governo baiano e tem a simpatia e até preferência de muitos líderes, dentro do próprio partido do governador. O governador Wagner não quer a saída do PSB do governo baiano. Se isto acontecer, mesmo que em alto nível, ambos ficarão feridos. Sei o que a senadora pensa sobre o governador e isto transcende à política.

Israel Nunes: As chances da Senadora Lídice da Mata ser candidata ao Governo do Estado em chapa própria aumentaram?

Alcides: Se estas chances já são grandes, na medida em que crescem as chances de uma candidatura própria do PSB à presidência da república, cresce proporcionalmente a possibilidade da senadora ser candidata ao governo baiano. Lídice sabe que não há possibilidade de deixar um “vácuo” na Bahia, caso o governador Eduardo Campos seja mesmo candidato a presidente do Brasil. Isto poderia abrir um flanco desfavorável à sua liderança dentro do partido, na Bahia. O PSB em Ilhéus seguirá a senadora e avalia que é necessário termos candidatos disputando todas as esferas de poder. Caso contrário, estaremos facultando a outras siglas o preenchimento dessas lacunas. E disso se prevalecerá uma provável candidatura de Marina Silva, por exemplo, à presidência, pelo PV; ou até mesmo uma candidatura indesejável, sem identidade com os nossos propósitos e princípios, tanto no Brasil, quanto na Bahia.

Israel Nunes: O que o PSB pretende fazer para fortalecer a sua chapa na proporcional em 2014? Procurará partidos da oposição ao Governo Wagner?

Alcides: O PSB lançará candidatos próprios em todo o estado. Mas ainda é necessário que esse novo status se consolide para que suas repercussões possam ser avaliadas. O PT atravessa um péssimo momento e isso é perceptível, com clareza. Insistir com uma candidatura com rejeição popular é o mesmo que dar um “tiro no próprio pé”. Lembrem-se de que a senadora foi fundamental na composição da aliança que elegeu pela primeira vez Wagner, quando, junto com o PMDB, articularam o golpe mortal contra a candidatura de Paulo Souto. Então, a relação com o centro não está descartada, é possível. No entanto, se a sobrevivência da candidatura de Lídice da Mata ao governo da Bahia depender de uma aliança com partidos à direita, seguiremos para o sacrifício. Isto não vai acontecer. 

Israel Nunes: O PSB tem buscado, em Ilhéus e no sul da Bahia, atrair lideranças para disputar a eleição para Deputado e assim fortalecer a candidatura majoritária federal e estadual?

Alcides: Sim. Mas temos, também, sido procurado por líderes que manifestam o desejo de disputarem as eleições se somando ao esforço do PSB em relação aos rumos políticos em 2014. Claramente temos a candidatura de Bebeto Galvão a deputado federal como um talismã ser tratado com esmero, na nossa região. Não podemos cometer erros que afetem a desenvoltura do nosso candidato. Logicamente, candidaturas a deputado estadual são necessárias para fortalecer esse projeto e Ilhéus, pela sua importância e liderança regional, não fugirá à regra: teremos candidato, também, a deputado estadual da cidade, representando a nossa região. Temos ótimos quadros, conteúdo e somos uma alternativa importante. O que não podemos é cometer erros que podem vir a implicar em perdas e dispersão. Precisamos somar, com a responsabilidade de um partido que terá candidatura própria para o governo da Bahia e para presidente do Brasil.

REVISÃO PARA O ENEM

image

O CEPO DE AÇOUGUE

Ppr Julio Gomea

O CEPO DE AÇOUGUE

Foi no tempo que Newton Lima era prefeito de Ilhéus. Naquela época, a Secretaria de desenvolvimento Urbano recebeu uma correspondência do Ministério Público Estadual, subscrita pela Promotora Karina Querubini, solicitando a retirada imediata de todos os cepos de madeira utilizados para o corte de carne vendida a varejo na Central de Abastecimento do Malhado, para tentar melhorar as condições de higiene naquele local.

Levada ao então Secretário, este tomou ciência do conteúdo do pedido, e entre desconfiado e aborrecido, deu a ordem certeira a um dos servidores da Secretaria: – Reúne com o pessoal do FOE, pega o carro e ainda esta semana tira tudo que é cepo de lá da Central de Abastecimento!

Assim foi feito. Em uma bela manhã reunimos o pessoal do FOE (Fiscalização Operações Especiais, pessoal responsável por fazer o serviço pesado e perigoso da Fiscalização), a velha picape Toyota e, com o devido apoio da Força Pública, fomos realizar a diligência.

Ao chegarmos no Setor de Carnes da Central de Abastecimento do Malhado as ordens foram cumpridas à risca. Apreendemos todos os cepos de carne encontrados: grandes e pequenos, discretos ou ostensivos. Até mesmo simples tábuas de carne usadas para o corte foram retiradas, ficando somente as de polietileno, que são as que melhor se adéquam aos padrões de higiene aplicável aos açougues.

Os comerciantes, é claro, observavam bem pouco satisfeitos aquela apreensão de suas queridas tábuas e cepos, que ao serem removidas deixavam, na maioria das vezes, um rastro de resto de sangue podre e, não raro, de vermes do tipo morotó, pois por mais que se lave a madeira ela sempre absorve micro organismos, impedindo uma higienização adequada. Quanto maiores os cepos, maior o rastro de imundícies deixado.

Ao final da operação, os açougueiros olhavam, inconformados, a picape cheia de cepos e madeiras diversas. Veio, então, a ordem de cessar a operação, pois estava esgotado o serviço.

O bizarro aconteceu justamente quando íamos saindo dos corredores do setor de carnes. Um dos comerciantes nos chamou, de forma discreta, em particular, e perguntou: – O cepo de fulano ali, vocês não vão levar não? Respondemos que todos já haviam sido recolhidos. O açougueiro retrucou, insistindo que voltássemos a um determinado Box, porque lá havia ainda um cepo!

Sem querer proteger nem tratar desigualmente este ou aquele comerciante, retornamos para averiguar a denúncia.

Ao chegarmos ao citado Box, nada vimos, senão… Uma grande mesa! Foi aí que, reparando melhor, suspendemos a “toalha” da mesa e constatamos a existência de um enorme cepo – daqueles feitos de tronco de árvore – que simplesmente havia passado despercebido, como se fosse mesa de servir almoço!

Arregalamos os olhos e, quando nos voltamos para o dono do box, para nossa surpresa, ele não nos olhava com ódio ou fúria, mas segurava a muito custo o riso. Não aguentando mais, perguntou a rir-se. – Está bem, mas me diga, quem foi o filho da mãe que me denunciou?

Sem querer botar lenha na fogueira em um lugar onde o normal é andar de faca bem amolada na cintura, nós mentimos, dizendo que não foi denúncia alguma. Porém, a esta altura, até mesmo nós da Fiscalização já estávamos nos segurando para não cairmos na risada.

O jeito foi pedir para trazer o carrinho de mão e levar este último cepo – o maior de todos – e sair dali rápido, antes que alguma confusão acontecesse na feira!

Julio Cezar de Oliveira Gomes – Graduado em História e em Direito pela UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz.

A terminologia importa

Quando a empresa chama o empregado que faleceu num acidente de trabalho de “colaborador” o que ela quer significar com isso?

Que a condição de empregado diminuiria a dignidade do operário? Ou pretende escamotear uma nítida relação de exploração de classe? Ou quer só negar a relação de emprego?

Por mais que creia na boa-fé, a escolha das palavras implica um signo, que traz consigo, sempre, significados, sentidos os mais diversos. Ou, para ser peirceano, ícones, símbolos e índices que precisam ser explicitados.

Derba informa a Jabes Ribeiro dados sobre obras do interesse de Ilhéus

O diretor do departamento, Saulo Pontes, informou que a obra da segunda ponte Pontal-Centro segue o cronograma normal e tirou dúvidas em relação ao traçado da duplicação da BR-415, no trecho Ilhéus-Itabuna, deixando claro que a nova pista será pela margem direita do Rio Cachoeira.

Em audiência com o diretor geral do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), Saulo Pontes, o Prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, solicitou informações sobre o andamento de diversos projetos importantes do interesse do município e solicitou rapidez em relação a algumas reivindicações da Prefeitura, a exemplo do apoio para a deflagração de um amplo programa de recapeamento asfáltico das vias urbanas.

O prefeito, que estava acompanhado do secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Isaac Albagli, observou que, apesar das dificuldades que o município atravessa tem procurado intensificar os contatos com os órgãos da administração estadual e do governo federal, em busca do apoio necessário para conseguir cumprir o seu compromisso de reorganizar Ilhéus e promover o bem estar dos seus habitantes.

“No encontro, ainda solicitamos a cessão, mais uma vez de uma patrulha mecânica, para que possamos intensificar o trabalho de recuperação das estradas e ruas dos distritos de Ilhéus, tendo recebido uma reposta muito positiva”, informou o prefeito. Além de garantir que a concessão do material necessário ao recapeamento só está aguardando a liberação dos recursos, Saulo Pontes informou que a obra da segunda ponte Pontal-Centro de Ilhéus está seguindo o cronograma normal e tirou todas as dúvidas em relação ao traçado da duplicação da BR-415 no trecho Ilhéus-Itabuna, deixando claro que a nova pista será mesmo pela margem direita do Rio Cachoeira.

Novo aeroporto – Em relação ao novo aeroporto, o prefeito acertou com o diretor do Derba para marcar uma audiência com o ministro Moreira Franco, da Secretaria de Aviação Civil, possivelmente com a presença, também, do vice-governador e secretário de Infraestrutura da Bahia, Otto Alencar, para tentar resolver quaisquer pendências que ainda existam e dar mais celeridade à execução do projeto. Quanto à nova ponte, o prefeito lamentou o acidente que aconteceu com um barco que conduzia funcionários da empresa construtora responsável pela obra, mas observou que, apesar de tudo, a previsão é que o equipamento esteja concluído dentro dos prazos estipulados, o que será a realização de um antigo sonho dos ilheenses.

As “pequenas” ilicitudes e a Lei de Gerson

image

image

Um espertinho com o veículo sem placa aproveita para ultrapassar pela faixa exclusiva na Avenida Lomanto Júnior, no Pontal, enquanto outros nem se dão ao luxo de omitir-se: cometem infração de trânsito julgando-se mais espertos que os demais, descaradamente.

Para que serve a Antropologia?

Para que serve a Antropologia? Eis uma pergunta que merece ser feita.

Antropologia basicamente se ocupa do ser humano e de sua vida em sociedade, mas sob um prisma eminentemente cultural. A Antropogia tem por objeto as diversas culturas humanas, nas diferentes civilizações e as diferentes culturas existentes numa mesma civilização.

Mas o questionamento não é tanto o que a Antropologia faz, cuja resposta simplória e grosseira foi esboçada acima, mas para que serve, qual a sua importância prática.

E ela tem uma utilidade: o respeito à diversidade cultural e a compreensão de que os nossos modos de agir, de fazer, de viver e de pensar são dependentes da cultura, não dados a priori e universalmente válidos para todos.

Aquilo que fazemos com um bem, um objeto qualquer, não necessariamente é o mesmo que outras culturas fazem. A forma como produzimos, o significado do trabalho, os mecanismos simbólicos não são idênticos para todos.

Dê um rolo de papel higiênico a um aborígene primitivo e provavelmente ele atribuirá àquilo uma função e significado completamente distintos dos que você atribui.

Se ele lhe entregar um animal, uma concha ou outro objeto em troca, você passará horas tentando entender qual o sentido deste ato e que significado ele atribui ao mesmo objeto.

A Antropologia também serve para nos ensinar que toda cultura possui a sua lógica própria e não pode ser julgada a partir da lógica de outra. Ou seja: não há hierarquias entre as diferentes culturas, nem melhores ou piores, há apenas culturas diferentes. E quando se fala em cultura, se fala num sentido mais amplo possível, envolvendo religião, língua, sistema de produção, instituições e saberes.

Não há religião melhor ou pior. A família heterossexual monogâmica não é necessariamente melhor do que a família poligâmica. O modo de produção capitalista não é mais perfeito do um outro. Embora você possa afirmar que o modo de produção X utiliza de maneira mais “eficiente” a terra porque se obtém maiores quantidades de mercadorias, o conceito de “eficiência” assim elaborado é um ponto de vista estritamente cultural, predominante em uma sociedade cujo principal objetivo é a produção de bens de consumo – as mercadorias.

Em sociedades – culturas – cujo principal objeto seja outro – por exemplo, o devotamento a valores místicos imateriais e animistas – a terra é mais “eficiente” se ela consegue oferecer espaço e condições de vida a uma grande variedade de espécies, desde vegetais, passando por invertebrados, até grandes animais. À vista de uma grande lavoura de soja, por exemplo, um indivíduo desta sociedade julgaria os seus moradores bastante “pobres”, em razão de uma monocultura exclusivista que exige controle constante de “pragas”.

Assim, a Antropologia nos serve para respeitar a diversidade e advertir-nos da inexistência de hierarquia entre culturas distintas.

De quebra, ainda nos serve para olhar com certo “estranhamento” as nossas próprias práticas, valores e lógica culturais, enxergando nossas idiossincrasias e contradições.

Prefeitura e APPI divergem sobre informações

Da SECOM de Ilhéus

Diretores de escolas não confirmam indicações de falecido, sindicalistas nem de comissionados na lista da APPI

Em reunião com os gestores da Educação, na última terça-feira, dia 17, a secretária Marlúcia Rocha perguntou se algum deles tinha feito indicações para a lista e poucos confirmaram a participação na escolha dos nomes.

Não têm base de sustentação as afirmações da presidente da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI-APLB Sindicato), professora Enilda Mendonça, de que a relação enviada à Prefeitura contendo várias irregularidades, inclusive o nome de uma pessoa falecida e de oito sindicalistas, tenha sido feita a partir das indicações dos diretores das unidades escolares do município. Para tirar a dúvida, em reunião com os gestores da Educação, na última terça-feira, dia 17, a secretária de Educação, Marlúcia Rocha, perguntou se algum deles tinha feito indicações para a lista e poucos confirmaram a participação na escolha dos nomes.

Contudo, a secretária destaca que “não dá para imaginar que qualquer diretor fosse incluir os nomes dos dirigentes da APPI, o meu nome e de todos os comissionados. No máximo, os dirigentes poderiam ter informado sobre quem estava trabalhando nas unidades ou quem está faltando por conta da greve”. O fato é que, sob pressão da Justiça, que determinou a colocação para trabalhar de 50% dos funcionários das áreas da Educação e da Saúde e de 30% dos demais setores da Prefeitura, a APPI enviou uma relação que atende apenas formalmente, quanto ao número de indicados, à ordem da desembargadora Silvia Zariff, mas, na realidade, não resolve o problema da falta de aulas porque boa parte dos nomes não cumpre os requisitos exigidos.

Isto porque, entre os relacionados para serem postos à disposição estão os nomes de oito dirigentes sindicais, inclusive da própria presidente, Enilda Mendonça – que não dão aulas nem trabalham em nenhuma outra função da pasta – de todos os comissionados, inclusive da própria secretária de Educação, que não são servidores municipais. Além disso, na relação, constam os nomes de um professor já falecido, de outro aposentado, de quatro que estão em licença sem vencimentos, de três que estão em licença-maternidade e de 26 que não constam na folha, além de algumas repetições.

A declaração que consta da ata de reunião entre os sindicalistas e a Comissão Permanente de Negociação é de responsabilidade da dirigente sindical e foi feita depois que o secretário de Administração, Ricardo Machado, levantou dúvidas quanto aos nomes que foram postos pela APPI na relação dos funcionários efetivos que deveriam trabalhar para atender à determinação do Poder Judiciário. Como prova cópia do ofício (anexo) encaminhado pela APPI junto com a lista dos nomes, em nenhum momento é dito que a relação foi composta a partir das indicações dos diretores das escolas municipais. Também em anexo segue uma página da relação encaminhada pela APPI, mostrando que a presidente tinha conhecimento de todos os nomes.

A secretária Marlúcia Rocha voltou a lamentar que muitas escolas continuem sem aulas, causando prejuízos às famílias e aos estudantes, porque a entidade sindical não está cumprindo a decisão judicial. “A esta altura, já temos o ano letivo comprometido e, para cumprir a exigência de 200 dias de aulas, teremos que sacrificar as férias dos estudantes”, explicou a secretária.

image

image

Prefeitura de Ilhéus paga terceira parcela de pagamento da Apae

Os convênios celebrados entre entidades socioassistenciais e o município têm como objetivo auxiliar na manutenção dessas instituições.

Mais uma parcela do convênio nº 011/2013, celebrado entre a Prefeitura Municipal de Ilhéus e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Ilhéus (Apae) foi liberada na última semana, conforme a Lei Orçamentária de nº 3.633, de 07 de dezembro de 2012.

Os convênios celebrados entre entidades socioassistenciais e o município têm como objetivo auxiliar na manutenção dessas instituições. A falta desses repasses afeta a organização e a prestação de serviços oferecidos por estas unidades à crianças, adolescentes e famílias que utilizam esses serviços.

De acordo com o secretário da pasta, Jamil Ocké “A SDS está buscando resolver todas as pendências e problemas para garantir constantes melhorias nas relações com instituições conveniadas e com a comunidade ilheense”.

Walmart abre vagas para Pessoas Com Deficiência na Bahia

Os interessados têm até o final mês para enviar currículo

As lojas da rede Walmart na Bahia (Bompreço, Hiper Bompreço, Todo Dia, Maxxi Atacado e Sam´s Club) estão com vagas abertas para pessoas com deficiência (PCDs) em diversas áreas das unidades (setor operacional e administrativo). A seleção para cerca de 40 vagas segue até o final deste mês de setembro.

Os interessados podem entregar o currículo na unidade mais próxima ou cadastrar através do site: www.walmartbrasil.com.br, indicando o interesse por vaga para PCDs. Os currículos também podem ser encaminhados para o e-mail diversidade@wal-mart.com Não é exigido o ensino médio completo e a seleção será mediante entrevista presencial.

Os contratados terão direito à Assistência Médica (extensiva aos dependentes legais) e Odontológica, Seguro de Vida, Refeitório no local, Cartão de Desconto em Farmácias credenciadas, Bônus mediante metas cumpridas, Vale-Transporte, além de oportunidade de crescimento profissional.

O Walmart na Bahia opera através de 89 lojas distribuídas em 28 municípios do Estado.

Gangues rivais trocam tiros no Alto da Conquista

Em disputa pelo domínio do tráfico de drogas, ganguea rivais trocaram tiros, eata noite, no Alto da Conquista. Até o momento, não há notícias de vítimas

Com informações do colaborador Thiago Raposo.

Assista ao “Incêndio a ônibus na Urbis – Caminho 47 Ilhéus/BA – CAOS TOTAL!!!” no YouTube

Vídeo feito por Jair Fontes

Incêndio em casa na Sapetinga

image

image

Foto: facebook Anne Pacheco

Outro incêndio ocorreu agora à noite, em uma casa na Sapetinga, na rua atrás do Supermercado G Barbosa. Não se sabe ainda a causa. Não houve vítimas.

Atearam fogo em ônibus em Ilhéus

image

Foto: facebook de Jair Fontes

Segundo informações iniciais, dois elementos em uma moto atearam fogo neste ônibus, no bairro Hernane Sá (Urbis), em Ilhéus.

Um consolo, pelo menos

Todos os dias preciso inventar um sentido para a vida. Não há nada em que se apoiar. 

Não me elegerei jamais, porque os que crêem crêem que é necessário crer para ser merecedor do voto deles e farão de tudo para convencer os demais de que sou ruim, mal, perverso, diabólico.

Submeto a quem apoio a risco semelhante.

A morte, para mim, é coisa depois da qual nada acontece.

Há quem julgue me faltar valores éticos por não ter fé ou professar religião alguma.

Se você acha que sigo o caminho do Diabo…bom, é do Seu Diabo que se trata, pois não creio em nenhum…

Não tenho como apadrinhar casamentos ou afilhados, pelo menos…

Ecce Homo

O mais débil dos animais. Nem grande velocidade, nem grande força proporcional, nem grande agudeza de visão, audição ou olfato. Ecce Homo.

A Razão, aquilo que chama de Razão, é a única vantagem competitiva que lhe deu a natureza. Ecce Homo.

Não há nada que possa fazer, entretanto, para subtrair-se ao perecer. Nada que possa fazer para subtrair-se ao solapo da vida, ao encanecimento, ao infortúnio. Ecce Homo.

Para distrair-se de sua triste condição, criou lendas, criou mitos, criou uma origem divina, criou um Deus. Ecce Homo.

Confortável diante da tela do computador, que lhe criou a Razão; sedentário e obeso, tornando-se mais tíbio do já que fora criado pela natureza, aguarda a morte sem o saber, convicto que um Deus por ele criado reservou-lhe um paraíso com que sempre sonhou. Ecce Homo.

Triste condição.

Cultura: a criadora de tudo

A vida humana está na cultura. Comer segurando garfo e faca ou rashi, apoiar o alimento sobre a louça, todos sentados à mesa. O aparelho de televisão, o rádio, o livro, o veículo automotor e a bicicleta. E todas as coisas imateriais que nos cercam, tais como as obrigações jurídicas, morais e religiosas, os ritos de passagem, os tabus, a educação formal, a língua, os projetos, a maneira de nos relacionarmos uns com os outros e até a forma de fazer sexo é determinada culturalmente.

Não há “estado de natureza”. Há o mundo da cultura para os seres humanos. O estar no mundo é um estar culturalmente determinado. Não há diferença entre os processos oníricos e a “realidade” quando estamos despertos. O ser humano é o construtor de sentidos, dos signos, dos símbolos e dos significados.

E, para ser apedrejado, Deus é produto da cultura. E a reação de qualquer um a essa afirmação será uma reação determinada culturalmente.

SAC com novo Gerente

Por Delvanise Borges Mendes

O SAC de Ilhéus já tem novo Gerente.

Foi nomeado pelo governador Jaques Wagner na última sexta-feira (13), o servidor público Thiago Viana Borges (FOTO), ao cargo de Coordenador do Posto SAC Ilhéus.

O Jovem, já acumula 11 anos de carreira no setor público, tendo sua primeira experiência na Secretaria da Fazenda onde estagiou por 3 anos, em 2005 foi nomeado Diretor de Redação Radio e Televisão na Câmara de Vereadores do Município, convidado em 2007 a prestar assessoria ao Deputado Federal Raymundo Veloso, em 2009 ingressou-se no Posto SAC, atuando no atendimento junto ao DETRAN por 5 anos onde estava desde então.

O estudante de Psicologia é formado em Letras e tem como objetivo manter á qualidade e a excelência do atendimento SAC propiciando a toda população um pronto atendimento e desburocratização de seus serviços. Em nota diz: “O Sac de Ilhéus tem sido referencia em toda Bahia pela sua estrutura física e pela fácil localização, beneficiando assim, não só a população nativa como também as cidades circunvizinhas como Canavieiras, Una, Itacaré, Uruçuca e Maráu que diariamente frequentam o posto e utilizam de nossos serviços.”

O mesmo, chega pra ocupar o cargo mais importante do órgão em substituição a ex-coordenadora Sayonara Silva Santana Machado, que deixou o cargo por conta de seleção pública em um concurso pela Universidade Estadual Santa Cruz. Vale ressaltar que a indicação de coordenação do Posto SAC ilheense pertence ao Partido Progressista (aliado de base do Governo do Estado) partido do Prefeito Jabes Ribeiro.

NOVO REFIS PODERÁ SER CRIADO TAMBEM EM ILHÉUS

Do R2CPRESS

Os diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus receberam na última quinta-feira (12.09), na sala de reuniões do Sindicato do Comércio, os auditores fiscais José Henrique Abobreira e Ruy Alves Amorim, da Inspetoria Fazendária de Ilhéus.Reunião CDL com auditores.

Na oportunidade, eles falaram sobre os benefícios da lei nº 12.903 sancionada pelo governador Jaques Wagner, no dia 05 deste mês, e que pretende beneficiar cerca de 45 mil contribuintes em toda a Bahia. “Os contribuintes que possuem débitos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) podem quitá-los com desconto de até 100% de multas e acréscimos moratórios para pagamento à vista, e de até 80% para casos de parcelamento em até oito vezes” explicou Ruy, acrescentando que basta consultar o débito digitando o número do PAF – Processo Administrativo Fiscal e escolher a forma de pagamento no site da Secretaria da Fazenda da Bahia, www.sefaz.ba.gov.br.

Ruy explicou ainda, que as condições previstas no Refis 2013 valem até 29 de novembro deste ano. Para quem for parcelar o débito, o prazo termina um pouco antes: 25 de novembro. “É importante que nós empresários tomemos conhecimento de uma lei como esta, que certamente vai nos beneficiar. A presença dos nossos amigos e auditores Ruy e Abobreira, sem dúvida alguma, foi extremamente importante para nos esclarecer o assunto e queremos promover outros encontros com associados, bancos, enfim, para que essas informações sejam multiplicadas”, explicou Paulo Ganem, presidente da CDL de Ilhéus.

O objetivo da Secretaria da Fazenda é melhorar a arrecadação do Estado, e assim, impulsionar a economia baiana e para casos de dúvidas do contribuinte, disponibilizou o telefone 0800 071 0071.Participaram ainda da reunião, o Vice-prefeito e Secretário de Indústria e Comércio, Carlos Machado, e assessores da secretaria, que trataram também de outros temas ligados ao comércio da cidade.

Marcelo Nilo diz ser pré-candidato a Governador

Pelo twitter, Marcelo Nilo reproduziu aquilo que afirmou à rádio Sociedade hoje, de que é pré-candidato a Governador e que está preparado paea exercer a função.

image

Segundo Lúcio Vieira Lima, Geddel será candidato

Este blogueiro, despretensiosamente, perguntou, pelo twitter, ao Deputado Federal Lúcio Vieira Lima, se Geddel será candidato a Governador. A resposta, como a pergunta, foi direta: “Vai”.

image

Segundo Lúcio Vieira Lima, Geddel será candidato

Este blogueiro, despretensiosamente, perguntou, pelo twitter, ao Deputado Federal Lúcio Vieira Lima, se Geddel será candidato a Governador. A resposta, como a pergunta, foi direta: “Vai”.

Segundo Lúcio Vieira Lima, Geddel será candidato

Este blogueiro, despretensiosamente, perguntou, pelo twitter, ao Deputado Federal Lúcio Vieira Lima, se Geddel será candidato a Governador. A resposta, como a pergunta, foi direta: “Vai”.

Individualização do FGTS de servidores da Prefeitura será via Internet

Em virtude da necessidade de incluir servidores efetivos contratados desde 1968, conforme orientação da Caixa Econômica Federal e visando melhorar a forma de atendimento, a Prefeitura de Itabuna mudou o processo de atualização de dados dos servidores públicos municipais ativos e inativos visando à individualização das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS. Agora tudo será feito via Internet sem a necessidade presencial em data a ser anunciada.

A orientação da Caixa também se deveu à ampliação da quantidade de servidores, já que as tentativas de individualizar as contas do FGTS feitas por gestões anteriores ficaram inconclusas. “Antes, a convocação alcançava somente os servidores com vínculo com a Prefeitura entre 1º de janeiro de 1983 e 31 de dezembro de 2012”, afirma o diretor de Recursos Humanos da Secretaria da Administração, Jean Baraúna, ao justificar o adiamento.

Com as novas orientações da Caixa, a Prefeitura vai repassar o programa (software) aos representantes dos três sindicatos dos servidores públicos municipais e à comissão gestora para possíveis ajustes em encontro na próxima semana, quando também será anunciado que a atualização do cadastro será feita na página da Prefeitura na Internet. A individualização permitirá aos servidores já aposentados sacar o benefício e aos demais se utilizarem do FGTS para aquisição de bens, a exemplo de imóveis. A individualização é uma reivindicação antiga dos servidores, tentada em gestões passadas, mas somente conquistada agora.

Pages: Prev 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 41 42 43 Next
O Autor


Israel Nunes é Professor Universitário, Procurador Federal, Doutorando em Ciências Jurídicas pela Universidade Nacional de La Plata (Argentina) e autor do livro "Servidores Públicos: aspectos doutrinários, legislativos e jurisprudenciais" (Editora Nelpa, 2009).
setembro 2019
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
WebTV Israel Nunes
Parceiros


fala pedagogo